Arquivo mensais:outubro 2013

O risco dos novos termos de serviço do Google

No dia 11 de novembro de 2013 passa a vigorar a chamada “Atualização dos termos de serviço do Google” (Acessível em https://www.google.com.br/intl/pt-BR/policies/terms/update/regional.html). A alteração substancial fica por conta da possibilidade do nome e foto do perfil dos usuários aparecerem nos produtos do Google, comentários, publicidade e contextos comerciais diversos.

Com o novo recurso, seu nome, sua foto, seus comentários e suas preferências podem aparecer a outros usuários ou nos produtos do Google, e você nada pode fazer para remover esta nova Regra, imposta. Segundo o Provedor, suas informações só aparecerão para aquelas pessoas que você optou por compartilhar conteúdo.

Mas como controlar? Sabemos, em um cenário onde poucos sequer sabem configurar o que é visível ou não nas redes sociais, que a configuração padrão de milhões de contas só favorece o Google.  Mais uma vez temos nossos direitos tolhidos, pois posso ter alguém na minha rede de amigos ou no meu Gtalk, Play ou Google+, o que não significa que queira que a pessoa conheça meus comentários ou minhas preferências na Internet. Teremos, como sempre tivemos, que filtrar realmente quem são os amigos virtuais.

A regra também vai valer para a pesquisa do Google, o que é mais grave ainda. Ou seja, alguém que você adicionou na internet (e sambemos, nem todos os amigos da Internet são amigos reais), pode saber exatamente suas preferencias, com base em suas próprias buscas. Para o Google, este recurso é chamado de “recomendações compartilhadas”. A política é confusa se realmente põe a salvo completamente menores de 18 anos desta devassa a privacidade. Ao que parece, as fotos e nome não serão exibidos nas propagandas.

Como se verifica, o Google nos força a sermos “garotos propaganda” dos produtos ou serviços, sem que os anunciantes nos paguem um centavo por isso.  Posso sim gostar de um produto ou serviço, o que não significa dizer que quero avalizá-lo ou fazer propaganda para o mesmo.

Assim, para o usuário que quer minimizar sua exposição com esta nova medida do Google, o caminho é acessar a configuração das recomendações compartilhadas (https://plus.google.com/settings/endorsements?hl=pt-BR)  e proibir a exibição de seu nome e foto nos anúncios do Google. Caso não funcione, o Google deve ser notificado e se acontecerem problemas relativos a privacidade, uma medida judicial proposta em face da filial brasileira.